segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

The grass wasn't greener, but the snow was brighter..

2 comentários:

  1. Bate leve, levemente...
    Contudo, o som da neve é a de um quase-silêncio. Uma tempestade calma entre cristais e gelo e a mescla dos dois que nos pode afastar do mundo em redor mas, ao mesmo instante, aproximar-nos do nosso Eu. Um mundo encantado. Só nosso.

    Inês

    ResponderEliminar
  2. Olá Inês.
    Obrigada pelo poema em forma de comentário ;)

    ResponderEliminar

Diz o que pensas!