quarta-feira, 16 de junho de 2010

Hoje assim como sempre, vejo-me perante cenários, os quais prefiro, embora não deva, ignorar. A capacidade que alguns seres humanos tem de tornar o mundo um lugar caricato e honestamente, aborrecido para se viver. Seres que em todos os lugares vêm uma passadeira vermelha, como que se lhes fosse destinada, percorrem-na e exibem-se e fazem pose e fingem que nem estão a ser observados e etc.. e tal. Um rasto de superioridade que tal como um perfume de muito mau gosto, afecta todo o ambiente em seu redor, levando aqueles que não suportam ambientes poluídos, a se afastarem. Apesar da indiferença que provocam em algumas pessoas mais dadas a coisas úteis para passar o tempo, olham-nas como que se sentissem admirados e lamento, mas da minha parte só lhes posso conceder um segundo de atenção, não para admirá-las mas para não tropeçar nelas, uma vez que se acham do tamanho do mundo.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Diz o que pensas!